É low carb ou não é?

Mudar a alimentação é sempre um desafio. São muitas listas de alimentos “permitidos” e “proibidos” para acrescentar ou retirar do dia a dia. Essa jornada também traz algumas surpresas, como descobrir que um alimento visto como saudável não é tão amigo assim ou vice-versa.

No entanto, mesmo com todos os desafios, as mudanças na alimentação trazem novos sabores a serem descobertos e novos hábitos a serem criados. Além disso, também representam um importante processo de cuidado com o corpo e com tudo que é ingerido, contribuindo até para o autoconhecimento.

Iniciar na dieta low carb não é diferente. São muitas novidades, então sempre surge a dúvida: “isso é um alimento low carb ou não?”. Para ajudar nesses momentos, listamos alguns alimentos do dia a dia que mais geram questionamentos.

Leia também: Refeições low carb

Abóbora é low carb?

Sim, a abóbora pode ser considerada um alimento low carb. Ainda que cada 100 g de abóbora cabotiá contenham 10 g de carboidratos, esse vegetal é low carb por todos os outros nutrientes presentes.

A abóbora é rica em ferro, magnésio, fibras e vitaminas A e C. Logo, é um alimento que contribui para a saúde dos olhos, fortalece o sistema imunológico e previne o câncer, além de aumentar a sensação de saciedade. Dessa forma, a abóbora só tem a acrescentar em qualquer dieta.

Pipoca é low carb?

Não, a pipoca não é um alimento low carb. Mesmo contendo fibras, antioxidantes e as vitaminas B1 e B2, cada 100 g de pipoca contém 74 g de carboidratos. Assim, o petisco mais escolhido para assistir um filme não é o companheiro ideal para quem é adepto da dieta low carb.

Além disso, o modo de preparo da pipoca, geralmente com manteiga e sal, também pode acrescentar muitas calorias aos alimentos, sendo mais aconselhado utilizar o azeite como óleo. Por fim, a pipoca de microondas deve ser ainda mais evitada por ser rica em sódio.

  • Substitua por: amendoim, amêndoas, castanhas e sementes.
7 unidades de cookies de amêndoa decorados também com amêndoa.

Aveia é low carb?

Não, já que em 100 g de aveia, 66 g são carboidratos. A aveia contém mais carboidratos que outros alimentos bem comuns no dia a dia, como o arroz e o trigo. Sendo assim, a aveia, seja em flocos, farinha ou farelo, não é um alimento low carb.

Embora seja rica em fibras e proteínas, a quantidade de carboidratos faz com que a aveia não seja o alimento que combine com a low carb. Por isso, outros vegetais e carnes são mais recomendados como fonte desses nutrientes e até mais saborosos que a aveia.

  • Substitua por: coco (para fazer mingau) e farinhas de amêndoa, chia, linhaça e castanha de caju. 
Cocadas encobertas com coco ralado, servidas em um prato branco.

Tapioca é low carb?

Não, especialmente considerando que a tapioca é feita a partir da fécula de mandioca, que tem um alto índice glicêmico. Em cada 100 g de tapioca, são 54 g de carboidratos, além de 240 calorias, sendo um alimento não recomendado na low carb e em dietas com foco no emagrecimento.

Para completar, a tapioca não contém fibras e tem uma baixa quantidade de proteínas, sendo rica somente em cálcio e potássio. Por causa disso, a tapioca deve sempre ser consumida com moderação, até mesmo por quem não é adepto de dietas.

Quinoa é low carb?

Não. Embora seja uma ótima opção para substituir o arroz, a quinoa não é low carb. Em uma porção de 100 g, 68 g são carboidratos. No entanto, a quinoa tem um baixo índice glicêmico, o que evita picos de açúcar.

Desse modo, a quinoa pode entrar ocasionalmente na dieta low carb, especialmente para vegetarianos. Apesar de ser rica em carboidratos, a quinoa é riquíssima em outros nutrientes, como proteínas, fibras e ferro, podendo trazer muitos benefícios para a saúde, mas sempre com moderação.

  • Substitua por: arroz de pupunha, como o que usamos em nossos risotos.
Risoto de pupunha com funghi seco

Mesmo que alguns alimentos não sejam “permitidos” na dieta low carb, não é necessário banir completamente da sua vida. Deixe os alimentos “proibidos” para ocasiões especiais, longe do dia a dia. A dieta é um plano alimentar, mas está tudo bem em escapar do roteiro de vez em quando.

Atenção: os resultados divulgados no blog Comida Boa podem variar de pessoa para pessoa. É imprescindível consultar seu médico ou nutricionista antes de iniciar uma dieta. Cuide bem da sua saúde!

Este artigo foi escrito com auxílio da nutricionista e criadora da Comida Boa, Bia Nunes.

Ainda está na dúvida se algum alimento é low carb ou não? Conta pra gente nos comentários!

2 comments

  1. Olá Ana e Bia!
    Muito valiosas suas observações sobre a alimentação low carb. Eu acrescentaria que é importante observar o objetivo de seguir este estilo. Para os diabéticos, como eu, todo cuidado é pouco com os considerados low carb mas com alto indice glicêmico. Faz toda a diferença na montagem do nosso prato. Um abraço!

    1. Olá, Vera, tudo bem?
      Obrigada por contribuir de forma tão relevante. Quanto mais informação de qualidade sobre a low carb tivermos, melhor.
      Um abraço, Ana e Bia 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *