Docinho low carb: adoçantes permitidos na dieta de baixo carboidrato

O açúcar é um dos ingredientes mais utilizados no dia a dia. Seja para adoçar um café ou acrescentar em uma receita, o açúcar está sempre presente. Porém, apesar de trazer o sabor doce tão gostoso, o consumo de açúcar está relacionado a diversos prejuízos para a saúde e por isso não é permitido na dieta low carb.

Mesmo sendo a principal fonte de glicose para o corpo e contendo algumas vitaminas e sais minerais, o excesso de açúcar, algo comum, pode causar diabetes, colesterol alto, gastrite e muitos outros problemas de saúde. No entanto, não é necessário retirar o docinho da dieta, já que existem diversas opções de adoçantes low carb.

Leia mais: Low carb e diabetes: conheça os benefícios da dieta

O que é um adoçante low carb

Ao contrário dos açúcares processados, os adoçantes permitidos na dieta low carb são naturais. Essas opções são de baixo índice glicêmico e quantidade de carboidratos, especialmente quando comparadas ao açúcar cristal comum.

Por isso, essas opções são excelentes para pessoas que desejam eliminar o consumo de açúcar sem abrir mão de ter o sabor doce no dia a dia. Para diabéticos, esses adoçantes, assim como a dieta low carb em si, podem ajudar no tratamento da doença.

É importante lembrar sempre que os doces e o hábito de adoçar fazem parte da sociedade, mesmo que não sejam saudáveis. Assim, esses adoçantes low carb são essenciais para que a pessoa que decide não consumir açúcar também se sinta parte desses momentos sociais.

Atualmente, existem diversas opções de adoçantes low carb no mercado, como o xilitol, a stevia e o eritritol.

Xilitol

Foto do mousse de chocolate low carb

O xilitol é um adoçante low carb e natural encontrado em diversas espécies vegetais, como framboesa e ameixa. No quesito sabor, o xilitol é tão doce quanto a sacarose, mas possui um índice glicêmico dez vezes menor que o açúcar comum.

Esse adoçante também é um excelente ingrediente para receitas, já que ele não tem um sabor residual e pode ser submetido a temperaturas altas. Assim, ele é perfeito para quem se aventura no mundo das sobremesas e também para quem costuma adoçar o café, chás e sucos.

Além disso, o xilitol pode trazer diversos benefícios para a saúde que vão desde a diminuição do aparecimento de cáries até a prevenção de infecções pulmonares. O adoçante também pode ser um aliado do sistema de defesa do corpo e do tratamento de lesões renais.

No entanto, o excesso de xilitol pode ser prejudicial e o recomendado é que não seja consumido mais do que 60 gramas por dia. O xilitol é o adoçante utilizado na Comida Boa, estando presente nos nossos bolos e doces.

Stevia

Cocadas encobertas com coco ralado, servidas em um prato branco.

Facilmente encontrada nos supermercados, a stevia é um adoçante low carb natural proveniente da planta Stevia rebaudiana, um arbusto originário da Serra do Amambai, localizada no Mato Grosso do Sul. As propriedades adoçantes da stevia não são novidade, já que a planta era utilizada pelos indígenas guaranis para adoçar os remédios.

Quando comparada ao açúcar comum, a stevia tem capacidade para adoçar 200 ou 300 vezes mais, mas com o índice glicêmico igual a zero. Além de adoçar, a stevia também é uma fonte de zinco, vitamina C, vitamina A, proteínas, potássio, fósforo, magnésio, ferro, cálcio e fibras. 

Contudo, a stevia pode não agradar todos os paladares, devido ao seu sabor amargo que pode se sobressair, especialmente se usada em grandes quantidades. É importante lembrar que a stevia é um adoçante forte, então deve ser utilizada em quantidades menores do que açúcares comuns.

Eritritol

Cheese cake low carb com cobertura de frutas vermelhas

Assim como o xilitol, o eritritol é um álcool de açúcar, ou seja, uma molécula química que é uma “híbrida” de álcool e açúcar que pode ser encontrada em frutas. Industrialmente, o eritritol é obtido a partir da fermentação da sacarose, tendo a mesma capacidade de adoçar que o açúcar comum, porém com um índice glicêmico igual a zero.

A principal vantagem do eritritol é o seu sabor neutro, permitindo o uso desse adoçante em diversas receitas e bebidas. Em comparação ao xilitol, o eritritol é o que causa menos desconforto em pessoas com o sistema digestivo sensível. 

Por mais que os adoçantes low carb apresentem diversas vantagens, é essencial buscar a orientação de uma nutricionista para avaliar qual que se encaixa melhor ao que o seu corpo precisa.


Atenção: os resultados divulgados no blog Comida Boa podem variar de pessoa para pessoa. É imprescindível consultar seu médico ou nutricionista antes de iniciar uma dieta. Cuide bem da sua saúde!

Este artigo foi escrito com auxílio da nutricionista e criadora da Comida Boa, Bia Nunes.

Ficou com alguma dúvida? Conta para gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *