Dieta low carb para a família toda

Iniciar uma dieta é sempre um desafio, principalmente quando existem alimentos “proibidos” sempre disponíveis ao redor. Em um cenário familiar, o desafio é ainda maior, já que são diversos gostos convivendo diariamente em uma só casa e nem todos podem ser agradados devido a restrições alimentares.

A dieta low carb é diferente de outras dietas porque envolve uma variedade de alimentos que são ricos em sabor e valor nutricional. Aqui na Comida Boa, temos mais de 80 opções de pratos, lanches, bolos e doces todos permitidos na dieta. Com essa variedade de pratos ricos em sabor fica mais fácil convencer a família, não é mesmo?

Diminuir o consumo de alguns alimentos, como os tradicionais arroz e feijão, pode causar uma estranheza inicial. Entretanto, é possível manter a dieta low carb em família sem dificuldades e dentro da rotina familiar.

Leia mais: Lista de compras low carb

Como manter a low carb em família

1. Converse abertamente

Geralmente, uma pessoa se interessa pela low carb primeiro e leva a ideia para o resto da família. Nesse momento, o ideal é não forçar os outros membros da família a seguir a dieta. É essencial deixar claro que deseja o apoio da família nessa jornada e que seria muito bom se todos também entrassem nela.

2. Busque um nutricionista

Cada pessoa tem necessidades alimentares diferentes, então é muito importante ter o auxílio de um profissional para ajudar a traçar os planos alimentares. Esse acompanhamento vai garantir que todos estejam se alimentando bem com a low carb, sem faltar nutrientes para alguém.

3. Faça as refeições em família

Separe um momento para que todo mundo se reúna na mesa para experimentar uma nova receita low carb. Além de aumentar a união, faz com que cada um participe ativamente da escolha do alimento e também entenda mais sobre como funciona a low carb na prática.

Confira os pratos low carb tamanho família para aproveitar esse momento com praticidade.

4. Faça substituições populares

Existem alguns pratos que já fazem parte do dia a dia que já são low carb ou que podem ser adaptados. Isso ajuda a não haver um choque muito grande na mudança de alimentação, pois vão estar disponíveis opções low carb similares e tão deliciosas quanto os alimentos que faziam parte da rotina familiar.

5. Não julgue

Deslizes na dieta são normais e podem acontecer. O ambiente familiar deve ser acolhedor nas ocasiões em que alguém fugir da dieta ou até mesmo quiser desistir da low carb. A cobrança e a pressão não são eficazes nesse processo de mudança alimentar e podem ser prejudiciais para a família como um todo.

Low carb para crianças pode?

Para crianças diagnosticadas com diabetes ou obesas uma dieta com restrição de açúcares, classificados tecnicamente como carboidratos simples, pode melhorar a qualidade de vida na infância. No entanto, os carboidratos complexos, como arroz integral, feijão, aveia e milho, são a base da pirâmide alimentar nessa fase da vida para todas as crianças, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria.

Mesmo assim, o convívio com a dieta low carb no ambiente familiar pode ser uma grande contribuição para a alimentação das crianças. Pois, na dieta low carb, a maior parte dos produtos industrializados não são permitidos por conter açúcares, além de existir uma busca por alimentos menos processados.

Assim, a criança aprende a ter uma relação mais saudável com alimentos ultraprocessados por crescer em um lar com outras opções. Envolver a criança no preparo de alimentos também é fundamental para criar esse interesse por alimentação saudável.

Porém, é universal o conhecimento de que criança gosta de doces e salgados e vai sentir vontade de comer ao ver outras crianças comendo. Nesses casos, fornecer a versão saudável dos quitutes, como os mini bolos e as coxinhas da Comida Boa, pode ser de grande ajuda no momento de atender a essas vontades dos pequenos.

Coxinha de frango com farinha de linhaça

Atenção: os resultados divulgados no blog Comida Boa podem variar de pessoa para pessoa. É imprescindível consultar seu médico ou nutricionista antes de iniciar uma dieta. Cuide bem da sua saúde!

Este artigo foi escrito com auxílio da nutricionista e criadora da Comida Boa, Bia Nunes.

Ficou com alguma dúvida? Conta pra gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *